Como emitir nota fiscal paulistana

Quem empreende na cidade de São Paulo precisa saber como emitir a nota fiscal paulistana, a versão local da Nota Fiscal Eletrônica. É necessário aprender como lidar com essa nota em específico pois ela tem suas características próprias. Desse modo, o procedimento não é exatamente o mesmo de outras notas fiscais eletrônicas.

Essa nota é específica para quem empreende na cidade de São Paulo, portanto não é necessário aprender sobre esse funcionamento se você é de outra cidade. No entanto, considerando que a capital paulista é o melhor município do país para empreender, segundo o índice ISDEL, é bem provável que você queira abrir a sua empresa na cidade ou, no mínimo, ter uma filial por lá quando for possível.

A parte positiva é que a nota fiscal paulistana é bem fácil de ser emitida. Neste artigo, você aprenderá o passo a passo para fazer esse trabalho. Além disso, daremos algumas dicas de como facilitar ao máximo essa parte da sua demanda contábil. E aí, ficou interessado? Então siga a leitura abaixo!

Como emitir nota fiscal paulistana

Para emitir nota fiscal paulistana, é importante ter em mente que o processo é diferente quando a empresa é registrada no Simples Nacional ou no sistema de Lucro Presumido. Portanto, caso você esteja em um desses regimes tributários, siga a leitura para entender como acontece essa emissão.

Sendo Simples Nacional

O primeiro passo é entrar no site da Nota Fiscal Paulistana, criada pela Prefeitura de São Paulo. O site permite que você crie um login e senha usando um certificado digital ou o CNPJ/CPF, além de uma senha.

Uma vez dentro do site, basta clicar na opção Emissão de NFS-e e começar o processo. A primeira coisa que você deverá editar na hora de emitir a nota é selecionar a opção Tributado em São Paulo. Em seguida, será necessário informar a Natureza da Operação. Na maioria dos casos, a resposta correta é “Normal”. No entanto, isso depende de cada tipo de negócio. Por isso, veja com o seu contador se a sua empresa se encaixa nessa definição ou se você deve selecionar uma das outras opções, como Imunidade subjetiva, Imunidade objetiva, Isenção ou outras.

Em seguida, você deverá informar quem foi o tomador de serviços (ou seja, seu cliente). Nessa hora, se você já cadastrou o cliente na base de dados, use o apelido dado para encontrá-lo. Se ainda não cadastrou, use os dados de CPF ou CNPJ para encontrá-lo e cadastrá-lo.

O próximo passo será conferir se os dados do cliente estão corretos para não correr o risco de emitir nota para outra pessoa. Normalmente, o código de serviço já vem preenchido no sistema. Se você tem uma empresa que realiza dois ou mais serviços, verifique se o código precisa de alteração.

Nessa tela, você precisará preencher três dados:

  • descrição do serviço/método de pagamento – útil para organização interna;
  • valor total do serviço/produto;
  • se o ISS foi retido ou não (normalmente é “Não”, mas confirme com seu contador).

Pronto! O próximo passo agora é clicar em “Emitir” e trabalho encerrado. Envie a nota para o seu cliente e uma cópia para o seu contador, de modo a organizar o trabalho. 

Sendo Lucro Presumido

O procedimento para emitir nota fiscal paulistana para o Lucro Presumido é exatamente igual ao do Simples Nacional até o estágio antes de clicar em Emitir. Antes de emitir a nota, é necessário fazer alguns ajustes para deixar tudo certinho. 

Você deverá clicar na opção “Exibir informações complementares (impostos federais e carga tributária)” para abrir o campo de preenchimento dos impostos vigentes na sua área de atuação. Nesse caso, você deverá preencher:

  • INSS;
  • IRRF;
  • PIS/PASEP;
  • COFINS;
  • CSLL.

O ideal é deixar o seu contador lidar com essa parte do trabalho para garantir que os dados foram inseridos corretamente na sua nota. Esse cuidado é importante para evitar erros, multas ou pagamentos de impostos em excesso.

Como facilitar a emissão de notas na sua empresa

Uma dica para poder emitir essas notas mais facilmente é contratar um serviço de contabilidade digital. Esse tipo de serviço costuma incluir a emissão de notas automaticamente, com o uso de softwares automatizados.

Na prática, isso torna muito mais fácil para se lidar com esse tipo de demanda contábil. Afinal, toda empresa precisa emitir nota fiscal e, se você empreende em São Paulo, provavelmente terá um bom volume de consumidores. Isso fará com que existam muitas notas a serem emitidas. Será mais fácil lidar com elas com o apoio de um time especializado usando um software de automação.

Pronto! Agora que você já sabe como lidar com a nota fiscal paulistana, sua demanda contábil ficará muito mais tranquila. Como a gente mencionou, contratar um escritório de contabilidade digital pode ser extremamente vantajoso para o seu negócio. Além de cuidar da emissão de notas de forma automatizada, esse tipo de serviço ainda traz vários outros benefícios para a sua empresa. Isso significa que a sua gestão ficará facilitada e você só precisará se preocupar em aumentar sua produtividade.

Quer aprender como escolher um bom escritório de contabilidade digital? Então confira nosso artigo especial sobre o tema agora mesmo!

Classifique nosso post [type]

Deixe um comentário

Recomendado só para você
Se você tem uma empresa que precisa cumprir certas obrigações,…
Cresta Posts Box by CP