Balancete: o que é esse importante documento da sua empresa?

Um departamento de contabilidade (ou uma empresa terceirizada) tem a responsabilidade de executar várias tarefas ou desenvolver vários documentos para uma empresa. Um deles é o balancete.

Apesar de não ser um documento obrigatório (falaremos sobre isso a seguir), este item tem uma importância significativa na gestão de um negócio, tornando-a mais fácil e com menos tendência a erros.

Afinal, quanto mais informações técnicas disponíveis para os gestores e administradores da empresa, menores as chances do negócio seguir o caminho que 50% das empresas brasileiras seguem: a falência.

E aí, quer aprender o que é o balancete e como ele pode ajudar o seu negócio a prosperar? Então siga a leitura do artigo abaixo!

O que é um balancete?

Balancete é um relatório contábil feito pelo departamento de contabilidade ou escritório terceirizado contratado por uma empresa. O objetivo desse documento é apresentar um recorte da saúde financeira da empresa em determinado período de tempo.

Um balancete é um documento não obrigatório, o que significa que não é exigido por nenhuma legislação, conselho ou regulamentação específica. Por ser opcional, muitas empresas sequer fazem esse relatório, focando normalmente apenas no cumprimento de suas obrigações contábeis.

No entanto, há muitos benefícios em realizar esse tipo de documento, Nós falaremos sobre a sua importância mais para frente no artigo, mas podemos adiantar que um balancete bem realizado ajuda os administradores, donos e diretores da empresa a tomar decisões mais assertivas, além de medir o impacto de suas decisões na saúde financeira do negócio.

Um relatório do tipo completo pode conter informações como:

  • todos os valores em caixa da empresa;
  • todas as suas informações bancárias;
  • o total de valor em potencial em estoque;
  • todo o valor de bens de posse da empresa;
  • previsões de valores a receber em curto, médio e longo prazo, assim como de montantes a pagar;
  • impostos a pagar ou recuperar;
  • reservas financeiras.

Qual a diferença de balanço e balancete?

Apesar do nome parecido, é importante ter em mente que um balancete e um balanço patrimonial são documentos diferentes, com objetivos diferentes e não devem ser tratados como se fossem a mesma coisa ou equivalentes. Por exemplo, não é porque você faz um que não deva fazer o outro.

Um balancete é, como já dito, um retrato da saúde financeira da empresa em um determinado período. É um documento com todos os saldos e contas da empresa naquele mês ou quinzena, sendo usado para controle estratégico e interno do negócio.

Já um balanço patrimonial é um documento obrigatório e deve ser feito por um profissional especializado. O objetivo é apurar de forma quantitativa e anual a situação patrimonial e financeira da empresa, ou seja: aí já vemos algumas diferenças, como a periodicidade (balanço é anual, balancete não) e obrigatoriedade (um é obrigatório e outro não).

Além disso, existem diferentes usos para os dois documentos. O balancete ajuda a empresa a tomar decisões empresariais e oferece mais assertividade na tomada de decisões. Já o balanço patrimonial passa a limpo a evolução da empresa durante o ano e é usado para a distribuição de dividendos e lucros, além de outras utilizações.

Qual a importância de ter um documento desses?

Agora que já esclarecemos o que é esse relatório, é hora de falar sobre a sua importância. Afinal, se ele é opcional, por que fazê-lo? Não se trata de um trabalho desnecessário?

Na verdade, não. 

Existem muitas vantagens para realizar balancetes frequentes na sua empresa. Uma das principais delas foi aquela que já mencionamos, que é a informação assertiva para a tomada de decisões do negócio. Por exemplo, um relatório que mostra que há X reais em obrigações a pagar para os colaboradores no próximo mês e Y a receber de pagamentos futuros indica quais ações a empresa pode fazer e quais não pode.

O relatório, se bem feito, torna todas as opções e contexto muito mais fácil de ser entendido. Afinal, são informações que estão disponíveis para os administradores, mas não de forma acessível e fácil de compreender. Na prática, a tomada de decisões fica muito superior.

Por exemplo, você acha que uma decisão tomada com base em dados de 6 meses atrás gerará bons resultados? Pode até ser que sim, mas apenas em casos específicos ou por pura sorte. Quanto mais atualizadas as informações, melhor será o gerenciamento da empresa.

Além disso, o relatório é de vital importância para empresas que passam por momentos mais complicados. Uma organização que passa por uma crise, por exemplo, pode precisar fazer uma manobra arriscada para sua saúde financeira. O acompanhamento constante dos resultados financeiros ajuda a controlar precisamente a situação e garantir que o plano está sendo bem realizado.

Viu só como um balancete, apesar de ser um documento opcional, é essencial para a sua empresa? Com ele, seu negócio poderá evoluir e alcançar os melhores resultados possíveis.

Se você gostou do conteúdo, deixe um comentário abaixo com a sua opinião sobre o uso do balancete no mercado financeiro!

Classifique nosso post [type]

Deixe um comentário

Recomendado só para você
Você já pensou sobre a possibilidade de contratar uma terceirização…
Cresta Posts Box by CP