5 dicas para otimizar a gestão financeira da sua empresa

Cuidar da gestão financeira de uma empresa não é tarefa fácil, mas é um trabalho necessário para quem quer ter sucesso empreendendo. Ao mesmo tempo, é uma tarefa que nem todo empreendedor consegue fazer. Isso pode ser visto nos números que vemos no mercado: 50% de todas as empresas nacionais fecham as portas em menos de 5 anos de atividade. Uma das principais razões disso é, certamente, a falta de comando estratégico no negócio.

Uma das explicações para ter uma má gestão financeira nas empresas brasileiras é o fato de que a maior parte dos empreendedores nacionais são profissionais que alcançaram um bom nível de destaque em suas profissões e decidiram abrir um negócio sem necessariamente entender de administração. Ou ainda, parte são pessoas que acabaram empreendendo por falta de opção. Em ambos os casos, não existe grande conhecimento em gestão, o que causa problemas.

E aí, quer aprender como fazer a melhor gestão financeira possível para a sua empresa? Então siga a leitura do artigo abaixo!

5 dicas de gestão financeira para o seu negócio

1. Entenda o poder estratégico do crédito

Muitas empresas fogem do crédito. É compreensível: pegar dinheiro emprestado é, em teoria, assumir uma dívida. Com esse valor em débito, a empresa precisa arcar com os compromissos e, caso passe por alguma dificuldade, pode ficar inadimplente.

No entanto, o crédito é também uma ferramenta que traz poder estratégico para o empreendedor. Com ele, é possível elevar momentaneamente a capacidade de investimento da empresa e conseguir alcançar um novo nível de produtividade ou de vendas que aumentará o seu faturamento em curto, médio e longo prazo.

Por exemplo, suponha que a sua empresa precise de um novo equipamento ou sistema que reduzirá o custo de produção em 15%. Essa economia, se você mantiver o mesmo preço no produto, será como lucro. Portanto, seu negócio se tornará mais lucrativo. No entanto, para comprar o equipamento, é necessário um dinheiro que você não tem agora. O crédito pode ser usado para isso.

Porém, é importante ter em mente que o crédito é sim uma ferramenta de risco. Sendo assim, use-o com sabedoria, sempre de forma planejada e com controle financeiro para não ter problemas.

2. Acompanhe o fluxo de caixa do negócio

O fluxo de caixa de uma empresa deve ser acompanhado de perto todos os dias. Afinal de contas, ele é uma espécie de retrato do presente, mas também uma previsão de futuro. Com base no fluxo de hoje, é possível prever mais ou menos se a empresa terá problemas amanhã ou não.

Além disso, o fluxo de caixa pode apresentar certos desafios. A empresa pode ter recebíveis para os próximos 15 dias, por exemplo, mas compromissos a cumprir em 10 dias. Portanto, é essencial saber como controlar esse fluxo de entrada e saída para organizar essas questões.

3. Use relatórios contábeis a seu favor

Existem muitos relatórios contábeis que podem ser produzidos e analisados pelo gestor. O balancete é um exemplo clássico, assim como a Demonstração do Resultado do Exercício.

A grande vantagem desse tipo de recurso é que eles oferecem dados precisos sobre o estado financeiro da empresa. Essas informações são mais úteis do que a percepção natural do empreendedor. Afinal, pode ser que alguns cenários negativos estejam se escondendo da percepção do gestor e sejam revelados apenas nos relatórios.

4. Faça uma análise de informações internas

Além da análise financeira via relatórios, é importante também fazer a análise de desempenho interno da empresa, incluindo o nível de produtividade e muito mais. Para isso, é essencial ter uma coleta de dados precisa para saber quanto a empresa anda produzindo, a que ritmo e muito mais.

Com base nessas informações, é possível saber qual o nível de ociosidade da empresa, seu custo, os desperdícios e outras informações importantes para contextualizar os dados financeiros e garantir uma melhor gestão de negócio.

5. Tenha uma consultoria de contabilidade de confiança

Por fim, é importante para a empresa ter uma consultoria de contabilidade que seja de confiança. Afinal de contas, esse tipo de apoio pode ajudar muito a reduzir gastos dentro da empresa, especialmente aqueles administrativos.

Uma boa consultoria de contabilidade diminui a carga tributária da empresa, garante menos multas ou juros de atraso de pagamentos e ajuda o negócio a obter desonerações ou benefícios fiscais. Isso tudo contribui para uma melhor gestão financeira.

Essas são 5 das principais dicas de gestão financeira para uma empresa ser bem-sucedida no seu ramo de atuação. Um detalhe importante é que são dicas que uma grande parte das empresas do Brasil não colocam em prática. Afinal de contas, 99% dos negócios nacionais são micros ou pequenos e a tendência nessa área é que apenas o dono da empresa cuide de tudo, sem auxílio ou grandes conhecimentos.

Nesse sentido, é importante ter sempre o apoio de uma equipe de contabilidade para poder garantir que, no mínimo, as tarefas contábeis estarão sempre em dia e com os melhores resultados possíveis para a empresa. E aí, quer contar com o apoio de quem entende do assunto? Então entre em contato com a nossa equipe agora mesmo!

Classifique nosso post [type]

Deixe um comentário

Recomendado só para você
Se a sua empresa não é MEI, então ela precisa…
Cresta Posts Box by CP